sexta-feira, outubro 10, 2008

O Princípio do Fim

Esta sexta-feira acordou com a descida acentuada das bolsas, com notícias de mais injecção de capital e com mais bancos e seguradoras a declararem falência. A crise veio e foi para ficar. Entretanto, os nossos líderes falam-nos em termos paciência, para nos aguentarmos para os tempos difíceis que vêm aí, tentam remediar a situação estabelecendo taxas de juro pré-definidas, vão fazendo dinheiro para tentar aguentar o barco, mas o que é facto é que quanto mais rolhas se põem, mais a pressão aumenta e quando o barco afundar, podem ficar descansados que a morte vai ser rápida e eficaz.

Esse grande polvo que é o capitalismo parece padecer de uma doença grave. O pessoal bem injecta dinheiro para se aguentar, mas o que é facto é que já é muito fraca a reacção do bicho. Quando perceberão os nossos líderes que o mercado já não é o que era? Quando perceberão eles que o sistema capitalismo está obsoleto, corroído e defunto de podridão? Se calhar já perceberam, mas talvez seja tarde demais. Para mim a crise já atingiu o seu ponto crítico, a partir daqui é sempre a piorar!

E é aqui que, revendo nos livros de história, começamos a encontrar algumas semelhanças com aquele Big Crash de 1929. A especulação que tinha subido descontroladamente e depois a queda, rápida, abrupta, para o abismo. Nessa altura o desemprego atingiu valores impensáveis, a pobreza e a miséria espalharam-se em todo o mundo ocidental, as mentalidades mudaram, o racismo, a xenofobia, o nacionalismo exacerbaram-se, Hitler subiu ao poder, como expoente máximo de muitas mais ditaduras fascistas. Apenas 10 anos depois começava a pior guerra de sempre!

A questão é... Irá a história repetir-se? Ou será que desta vez conseguimos salvar o mundo antes da reacção em cadeia começar? Bom, aqui ficam as minhas previsões. Obama vai ser eleito presidente, mas não vai resistir à crise, portanto um presidente com outro carácter, talvez um Bush não burro, ou digamos um Hitler sem bigode, vai ascender ao poder da Casa Branca... Vai-se arranjar um bode expiatório, porque não... hmm... os muçulmanos? Vai-se meter o pessoal todo à batatada, cada um tentando ganhar o seu quinhão e quem vai arder mesmo vai ser o povo. Agora a questão é... Se com as armas de 1939 se fez o que se fez, o que se fará com as armas de 2009? Que esqueçam as pessoas aquela ideia que a guerra é para os soldados andarem a disparar de um lado para o outro... Nããã! Isso está mais que ultrapassado, agora é mais uma de mandar bombas atómicas de um lado para outro e a contabilidade é feita em dezenas de milhões... "Oh! There will be blood!" E bomba cai ali, e cai acolá e dá-se por ela e já se destruiu o mundo... Digamos que o Apocalipse está aí... Mas não há de ser nada! Tal como a crise... Há de passar!

10 comentários:

DANTE disse...

Ou então um Bin com uma política que não passe ao Laden das coisas importantes...

Um abraço

Tiago disse...

Que belo trocadilho, dante... XD

Luís disse...

Da crise já não nos safamos... Mas eu não estou aqui a descobrir nenhum poço de petróleo! A minha opinião é a seguinte: se o Mundo vai ter de acabar nos próximos anos, façam o serviço bem depressa! Assim ao menos alivia-se o sofrimento da maioria da população que não tem comida nem as mínimas condições de vida! E tenho dito!

Marreta disse...

Num cenário tão catastrófico de guerra mundial não acredito, até porque é do interesse geral dos artífices do capitalismo mundial que tal não suceda, agora que muita merda vai esvoaçar lá isso vai.
Saudações do Marreta.

Pata Negra disse...

Não vale fazer previsões! O futuro a Deus pertence. Uma coisa é certa: os porcos triunfarão!
Um abraço suíno

Hertz disse...

a história repete-se,porque se cometem os meus erros.
O capital para se expandir precisa de geral crises,tendo sempre como alvo e destinatário,os mais desfavorecidos.

Rafeiro Perfumado disse...

Não penso que as coisas vão ser tão sérias, agora que o pior da crise ainda não chegou, isso é verdade. Abraço!

Tiago disse...

marreta e rafeiro, podemos ser optimistas e pensar que nada vai acontecer, mas o que é facto é que esta crise, se não se resolver a bem... vai-se resolver a mal.

Compadre Alentejano disse...

Entre mortos e feridos alguém há-de escapar...
Um abraço
Compadre Alentejano

JSL disse...

Este não é um anti-comentário:

Devemos estar enganados visto que estamos no fim do princípio.

Anti-anti és ti.

Apareçam. vamos votar essa gente ao poder.

www.gov.blogtok.com

e o MIL? Vá lá ... desvia-te e muda de cmainho senão vais de encontro á próxima bomba que te cai na torneira.

Tipo: 5 centésimos de nada e mais de coisa alguma.

Eles ao poder! Mas com o nosso programa.

Sabem quantos somos?
Eles que se ponham á tabela.

Objectivo primeiro:

Condená-los ao poder perpétuo.

Abraço